Inspiração transformada em palavras!!! Imagens capturadas eternizando momentos!!!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

LAZARO NASCIMENTO

 lazaro nascimento
Nasci em uma pequena cidade do interior de Minas Gerais, Rio Casca, em 17 de Dezembro de 1971.
Fui morar em santo Antônio do Grama, com um ano e seis meses de idade. Foi lá que eu brinquei de correr para lá e para cá, até os dois anos e meio de idade, quando tive paralisia infantil.
A doença me levou a ficar internado no hospital por nove meses. Quando voltei para casa, voltei usando um aparelho na perna direita.
Usei esse aparelho até que não servisse mais em meu tamanho.
A gente cresce, não é?
Depois, tive que me virar como pude para me locomover.
Minha família não tinha condições de comprar um aparelho novo. Comecei a usar muletas aos seis anos, para ir para a escola. Quantos tombos até aprender! Meu Deus! E depois que aprendi também. Muitas quedas me levaram ao chão. Até aprender a ter paciência comigo mesmo. Ao menos um pouco. Sabe como é! Quando a chuva se arma no horizonte e a gente nem quer se molhar!... Mas é a vida, batendo para ensinar. Um dia a gente aprende de verdade.
Estudei na escola Estadual Mariano Gomes, onde pude aprender com ótimos professores.
Catarina era a minha primeira professora. Wânia Lopes era minha Diretora na escola, nos meus primeiros anos de estudante.
Estudei também com Dona Arlete, com Rita Braga, Marília Abduani, Consolação Russo, Marilia Zinato, Maria das Graças Braga, Vilma Braga, professor Ilídio Barbosa, Professor João Luis Anacleto e muitos outros professores. Agradeço a todos.
Desde muito cedo, peguei gosto pela leitura de livros. E quando aprendi a escrever, comecei a escrever os meus primeiros versos. Quem me incentivou mesmo a continuar escrevendo foi a minha professora e poeta Marília Abduani, hoje, residente em Piedade de Ponte Nova/MG, a ela agradeço muito por ter me inspirado a seguir esse rumo.
Minhas primeiras publicações, foram no jornal mural da escola, depois publiquei no jornal Tribuna da Mata, de Rio casca, publiquei também no jornal Folha de Ponte Nova. Mas meu sonho sempre foi, publicar um livro. Queria ser um escritor famoso, que nem Carlos Drummond de Andrade. Que pecado o meu! Sonhar é de graça!
Mudei-me para São Paulo, em 1991 e em 1993 editei o meu primeiro livro, com o título A Presença de Deus, pela Editora Scortecci. Depois disso, fiquei um tempo sem escrever, amadurecendo minhas idéias, aprimorando o meu crescimento pessoal interior, até que em 1999, voltei de novo a escrever.
Sem condições para editar os meus livros através de uma gráfica, passei a editar os meus livros no computador, a partir de 2005, quando participe da”1ª Mostra Cultural de Pariquera Açú”.
O ano de 2006, foi quando fiz uma cirurgia na perna, para corrigir um pouco a seqüela da paralisia infantil. Agradeço à equipe de profissionais da AACD, por tudo que fizeram por mim. Agradeço especialmente à Juraci Martins Chaves, minha esposa, pela paciência que teve comigo, durante o meu período de repouso e tem até hoje.
Na minha jornada, vendia meus livros pessoalmente, batendo de porta em porta e mostrando os meus livros.
Não era tarefa fácil. É a luta! Poetas também moram, comem, bebem, pagam água, luz...
Em 2009, expus os meus livros na 1ª Feira Cultural de Sete Barras/SP, organizado pela Associação União Racional, onde tive a oportunidade de conhecer o poeta e declamador, Julio César da Costa, de Miracatu, Marcelo Plácido, também poeta de sete Barras, por meio dos quais fiquei conhecendo o site do grupo,  WWW.literatodovale.blogspot.com, onde faço postagens atualmente. Alguns poemas de minha autoria, podem ser lidos no blog www.noedos.blogspot.com, criado por mim, com o nome de NOESIAS, que quer dizer, poesias de Noé, que sou eu mesmo.
Através desses contatos, foi possível participar da 21ª Expovale de Registro/SP, em exposição de livros de vários escritores do vale do Ribeira.
Atualmente, estou me preparando para participar da Antologia Poética do vale do Ribeira, juntamente com outros escritores do Vale do Ribeira, que tive a felicidade de conhecer, no 1º Encontro Literário Regional, realizado no KKKK, em registro/SP, onde se reuniram escritores, poetas e jornalistas do vale do Ribeira. E assim, a luta continua. 
Vendo os meus livros, batendo de porta em porta como ambulante, em  Sete Barras, onde moro atualmente há aproximadamente dez anos e  em várias cidades da região. Espero um dia encontrar patrocínio para minhas obras. Sonho ver os meus livros editados por uma Editora e distribuidos pelas livrarias do Brasil. Pois, artesanalmente, como são feitos os meus livros, por mim mesmo, torn-se mais difícil alcançar esse intento. O poeta não pode parar!   

Nenhum comentário:

Postar um comentário